Taila Dulius
Taila Dulius
Adolescente de 15 anos é do signo de Leão e adora ler Nicolas Sparks
Quero participar do Espelho Meu!
+ ensaios
Confira todas as quintas a versão impressa do Bah!, encartada nos jornais NH e VS
Escola
Dança, música e grafitti celebram Dia da Consciência Negra
Escolas da região têm programação diferenciada para a data
 
Da Redação - 20/11/2012 - 11:52
Imprimir Enviar por e-mail RSS
Aumentar letraDiminuir letra  Letra
Novo Hamburgo - Dança, música e grafitti. Partes integrantes da cultura hip hop que serão apresentadas por oficineiros até amanhã em escolas da rede municipal de Novo Hamburgo, em referência ao Dia Nacional da Consciência Negra comemorado hoje. A atividade mostra como o estilo musical tem suas raízes na cultura negra e é muito mais do que apenas uma batida perfeita.

Cultura - "É importante mostrar a essas crianças que existe todo um significado por trás das letras, do ritmo, das danças de rua e do grafitti, que vão além do que toca nas rádios e, que normalmente, só explora o corpo das mulheres e o dinheiro", relata o professor de dança, Djan Costa na Escola Municipal Hugo Engelmann, no Liberdade. Segundo a professora Simone dos Santos, a experiência de assistir essas demonstrações é muito melhor do que apenas conhecer a cultura em sala de aula. "Isso os motiva para que conheçam realidades normalmente distantes deles", relata Simone.

A data
- O Dia da Consciência Negra foi instituído em 9 de janeiro de 2003 e coincide com o dia da morte de Zumbi dos Palmares, em 1695.

-Líder da resistência negra no Quilombo dos Palmares, em Pernambuco, Zumbi enfrentou o governo ao atacar fazendas e libertar escravos, que se uniam aos quilombolas.

- A data lembra a resistência do negro à escravidão, desde o primeiro transporte de africanos para o solo brasileiro, em 1594.

Eles gostaram
"É bem legal. Eu gostaria muito que a escola tivesse mais momentos como esses, com oficinas e apresentações que nos ajudam a conhecer outras culturas." - Júlia da Silva, 11 anos, Estudante

"Achei muito maneiro os passos de dança que eles ensinaram. Me deu vontade de aprender a dançar. E o funk não tem nada a ver com o que eu esperava." - Douglas Saraiva, 12 anos, Estudante

Foto: Misael Lima/GES-Especial

Tags/ palavras-chave:música, funk, primeiro, escola, professor, professora
Busca no site

Publicidade
Nas Baladas
Gurizada arrasando na balada
É Nós No Bah!
No ritmo de férias, a galera adora as parcerias
Let Me Go (feat. Chad Kroeger)
Avril Lavigne
+ letras
Clique e veja a programação de festas que rolam pela região.
© 2014 Grupo Sinos
Todos os direitos reservados. All rights reserved.